Vi no Hypeness e tive que compartilhar algumas das imagens que o fotógrafo Bruce Davidson fez ao documentar o dia-a-dia dos Jokers, uma gangue de NY dos anos 50 que rebelava contra os padrõs do sistema daquela época. Querendo ou não, o que Bruce fez naquela época nada mais é do que uma pesquisa de campo aos olhos de hoje. Ou vai me dizer que você não se ligou que as roupas, os cortes de cabelo, as tatuagens, os lugares que eles frequentavam e o que eles faziam contam muito sobre a personalidade e o estilo de vida desse grupo? Sem contar que, como toda história, essa narrativa pede por um desfecho: que fim teriam levado os Jokers?